26 de jun de 2017

Rock Cats by EchoPunk

Veja o projeto Rock Cats (http://rockcats.tumblr.com/) que insere gatos em capas de álbuns e em fotos de músicos.

Obra da mente criativa do artista gráfico EchoPunk (http://echopunk.tumblr.com/).


Cover Album - Man who sold the world - Björk


Cat with Blur

Cover Album - Low - David Bowie


Cover Album - The Man who sold the world - David Bowie


Cat with Sid Vicious (Sex Pistols)


Conheça os outros projetos do artista gráfico EchoPunk (http://echopunk.tumblr.com/)

http://animatedalbums.tumblr.com/ (o artista cria GIFs animados a partir de capas de álbuns.)

http://rockcats.tumblr.com/

http://artinmovement.tumblr.com/

http://mrdormouse.tumblr.com/

15 de mar de 2016

DarwinTunes

DarwinTunes é uma experiência criada no Imperial College London e Queen Mary University of London por Bob MacCallum e outros cientistas ingleses para ver que tipo de música é obtida como resultado da evolução por seleção natural aplicada a um ciclo de sons gerados por computador evoluídos usando ondas senoidais. A única intervenção humana foi a escolha de ritmo, compasso, efeitos e algumas outras coisas menores.



Mais informações em:

http://darwintunes.org/

https://en.wikipedia.org/wiki/DarwinTunes

https://soundcloud.com/uncoolbob/sets/darwintunes 

25 de jul de 2015

Os The Darma Lóvers: Espaço! (2013)

Minha gratidão pelo trabalho de Nenung e Irinia, Os The Darma Lóvers, eu materializo adquirindo os discos e divulgando as suas mensagens!

Aqui está mais uma oportunidade de divulgação do álbum Espaço!, de 2013.



Recentemente criei um artigo do Wikipedia dedicado à banda: https://pt.wikipedia.org/wiki/Os_The_Darma_Lóvers

Visitem o site oficial http://www.darmalovers.com/

E também a página do Fã Clube d'Os The Darma Lóvers com todos os álbuns para download:
http://osthedarmalovers.blogspot.com.br/


9 de jun de 2015

Chet Baker - "A man who used to be" ou "Albert's House"


Fazia tempo que procurava informações sobre um álbum do trompetista Chet Baker que comprei algumas décadas atrás numa banca de jornal. Era um disco bem simples, sem encarte e maiores informações, e resolvi apostar pois gosto muito desse músico.

Nas andanças da vida esse disco andou se perdendo mas não a lembrança da sua sonoridade: guitarra delicada, órgão animado e vibrante e o trompete vibrante de Chet. Faz tempo que procurava informações sobre esse disco e, hoje, enquanto estava vasculhando o acervo de outro excelente músico Chick Corea no Spotify me deparei com um disco seu lançado pelo selo Acewonder Ltd. O selo era o mesmo daquele disco perdido e o lay-out da capa muito parecido também.


Fiz uma busca pelos discos do Chet lançados por esse selo e Bingo!! Achei um disco e quando fui ouvir, era o mesmo disco que procurava! No Spotify o disco aparece com o nome de "A man who used to be" mas fui buscar mais informações e acabei encontrando um outro disco, chamado "Albert's House", com as mesmas faixas.

Veja abaixo as capas dos dois discos:


Fonte: LastFM

Fonte: Wikipedia 


Finalmente descobri no Wikipedia que as 11 músicas foram compostas por Steve Allen que organizou o disco para ajudar Chet a reiniciar a carreira em 1969 e, também, o nome dos músicos que tocam no álbum: 


A faixa título "A man who used to be" começa com um órgão tocado por Paul Smith que parece música de parque de diversões em filme americano (ouça no youtube):




Ouça o disco "The Man who used to be" no Spotify

https://open.spotify.com/album/5Q3yKsHtwVgrMJnPM6zea5





12 de abr de 2015

"Plastic people with plastic minds are on their way to plastic homes"

"Plastic people with plastic minds are on their way to plastic homes"

"Pessoas de plástico com mentes de plástico estão à caminho de suas casas de plástico"

Este é um trecho da canção Lady Day and John Coltrane de Gil Scott Heron, a terceira faixa do disco Pieces of a Man (1971). A música faz uma crítica social e uma homenagem a Billie Holliday (também conhecida como Lady Day) e o saxofonista John Coltrane.

Veja esta ilustração baseada na música criada por Think Strange nos moldes de História em Quadrinhos:



Lady Day & John Coltrane: Invasion of the Plastic People


Para escutar:

http://grooveshark.com/s/Lady+Day+And+John+Coltrane/3wkIIs?src=5

https://youtu.be/7aRNUsmfeck

11 de mar de 2015

Paisagem sonora com Soundrown

A página http://soundrown.com traz sons relaxantes de coffee shop, chuva, ondas, fogo, pássaros, noite, trem, fonte/cachoeira, ruído branco/estática (white noise) e playground.

Com os controles de volume diferenciados para cada som é possível mixar uma paisagem sonora diferente. Experimente ligar o som dos pássaros junto com o playground e você será transportado para um dia de sol no parque.


6 de mar de 2015

Ao pé da letra - Engenheiros do Hawaii - Infinita Highway (1987)

Reproduzindo a análise da letra da canção Infinita Highway, dos Engenheiros do Hawaii, publicada em Ao Pé da Letra do Clic RBS.

http://www.clicrbs.com.br/sites/swf/ao_pe_da_letra/index.html

"'Minha Highway é mais vinculada à Estrada da Vida, de Milionário e José Rico, e à nossa Freeway, do que à highway mitológica dos americanos'. Veja Humberto Gessinger comentando o contexto de surgimento e as referências de Infinita Highway."

"Gravada no LP A Revolta dos Dândis, de 1987, Infinita Highway é um dos maiores sucessos dos Engenheiros do Hawaii. Com quase sete minutos de duração ("Os caras queriam que a gente cortasse", lembra Gessinger), a canção tem em Bob Dylan referências estéticas e textuais. "É uma mistura implausível, porque ao mesmo tempo que tem isso da música folk, há uma instrumentação que flertava com a música progressiva", destaca Gessinger, que considera a esta uma das músicas mais importantes de sua carreira – e presença ainda frequente em seus shows."

Ilustração de Gilmar Fraga


Veja a análise da letra e do disco Revolta dos Dandis, em Disco a Disco: 

Ao Pé da Letra - Cidadão Quem - Pinhal (1998)

Reproduzindo a análise da letra da música "Pinhal" da Cidadão Quem publicada em Ao Pé da Letra do Clic RBS. A banda Cidadão Quem foi formada nos anos 1990 em Porto Alegre pelos irmãos Duca e Luciano Leindecker ao lado do baterista Cau Hafner.

http://www.clicrbs.com.br/sites/swf/zh_aopedaletra_pinhal/index.html

"'Cada um tem o seu Pinhal. Cada pessoa que ouve, associa a canção com o seu próprio sentimento, sua própria emoção' Composta com foco na história de amor do seu irmão mais velho, Adriano, e em lembranças boas de seu pai, que morreu cedo, Pinhal, de Duca Leindecker é uma homenagem à família. Um convite à memória."

"A típica família gaúcha que espera ansiosamente o verão para aproveitar os dias no litoral. Assim nasceu aquela que veio a ser uma das músicas mais conhecidas da Cidadão Quem. Prevista para estar já no primeiro disco da banda, ela ficou de fora porque “ninguém iria saber o que é Pinhal”. O mesmo argumento foi usado para o segundo disco. Em 1998, finalmente, ela estava lá, em Spermatozoon, contando a história de amor de Adriano, o mais velho irmão Leindecker."


Ilustração de Gilmar Fraga


Para assistir o depoimento de Duca Leindecker: (Clica aqui)




Mais sobre Cidadão Quem:

Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Cidad%C3%A3o_Quem
Site oficial: http://www.cidadaoquem.com.br/

Páginas